13é  para aposentados – conhe a orient  es para usar com educação  financeira

13é para aposentados – conhe a orient es para usar com educação financeira

imagem-ilustrativa-para-aposentadoria-velhice-1314968553440_956x500

Aposentados pelo INSS receberé o a primeira parcela do 13é salário a partir de 25 de agosto. Em meio a recessão economica, é mais indicado quitar dívidas, poupar para o futuro ou aproveitar para consumir? Com educação financeira, o uso do valor tende a ser planejado com cautela, levando em consideração a situação financeira do idoso hoje e no futuro.

A principal orientação para os beneficié rios neste momento é evitar utilizar a renda extra para pagar dívidas. Os compromissos financeiros precisam ser honrados mês a mês, conforme planejamento inicial. A expectativa em usar o 13é para pagar dívidas é um sinal de alerta, que indica que a soma dos compromissos financeiros está alta e que hé risco de entrar na inadimplé ncia.

A quem está inadimplente, ou seja, com dívidas em atraso, a orientação é não se apressar em usar o 13é para quité -las. O primeiro passo é elaborar uma estraté gia para sair dessa situação, identificando todos os compromissos financeiros. é importante considerar as principais dívidas, as de necessidade primé ria, como de energia, é gua, gé e moradia, além das que incidem mais juros, como cheque especial e rotativo do cartão de crédito.

Considerando as dívidas a serem pagas primeiro, algumas orientações são importantes para negocié -las com o credor. Além da primeira parcela do 13é, poupe uma quantia mensalmente para ter sucesso na negociação. Se for parcelar o pagamento da dé vida negociada, tenha certeza de que as parcelas caberé o em seu planejamentomensal.

Caso já seja um investidor, use parte do valor em seus investimentos e a outra parte, direcione para a realização de um novo sonho. O dinheiro poupado precisa ter objetivos correspondentes, como uma reserva para emergé ncias, uma viagem dos sonhos ou a reforma da casa, por exemplo.

Quem não tem dividas mas não poupa dinheiro pode achar que está em uma situação tranquila, poré m na verdade encontra-se em uma fase preocupante. Isso porque, se não desenvolver o hábito de poupar e acabar utilizando a primeira parcela do 13é para o consumo, pode entrar no endividamento caso, no futuro, sofra qualquer imprevisto. Além de ter reservas para situações emergenciais, é importante sair do consumismo inconsciente e se tornar uma pessoa mais feliz, que realiza sonhos constantemente.

Independente de sua situação financeira aproveite a oportunidade para: