Confira 8 dicas de educação  financeira para aplicar em 2017

Confira 8 dicas de educação financeira para aplicar em 2017

Cute young black female doing finances

O final do ano se aproxima e com ele as metas e sonhos para 2017. Poré, para que esse ciclo seja diferente do anterior, as atitudes também tem que ser distintas. Pensando nisso o presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros (Abefin) e da DSOP Educação Financeira, Reinaldo Domingos, listoué oito orientações que simplificaré o as conquistas de objetivos coletivos ou individuais e ainda possibilitaré o mudanças de hábitos e uma maior educação financeira.

  1. Desenvolva a suaé educação financeira. Se organize tendo tudo por escrito para os próximos doze meses, desde datas comemorativas, matré culas e maté rias escolares, até pagamentos de impostos. Tenha registrado também o valor a ser gasto, assim o controle e a eficé cia de sua programação será o maiores.
  2. Registre também nesse planejamento, as parcelas de compras que se estenderé o para 2017. Assim, elas continuaré o sendo lembradas e colocadas no planejamentofinanceiro dos meses seguintes.
  3. Mantenha o dié logo ativo. Converse com os familiares, incluindo as crianças, para que todos possam estar cientes sobre os planejamentos e sonhos, não sé do coletivo, mas de cada individuo. Essa é uma etapa importante por atuar na maneira de como cada família costuma lidar com o dinheiro. é Nesse passo, ficaré evidente que o dinheiro é uma das formar de conquistar objetivos, como por exemplo viagens, quitações de dívidas e aquisi o de bens.

Pesquise

  1. Procure fazer cotações e saber o valor das coisas. Com isso, as possibilidades de pre o se tornaré o maiores, assim como as de realização dessas metas. Planejar-se com antecedé ncia é sempre bom para esse tipo de etapa.
  2. Procure economizar e guardar dinheiro simultaneamente para cada objetivo. Escolha também a melhor forma de investi-lo de acordo com seus próprios prazos, sejam eles curtos, médios ou longos. é interessante pensar na caderneta de poupané a para os de curto prazo (até um ano), Tesouro Direto, fundos de investimentos e CDB para os de médio prazo (de um a dez anos) e previdência privada e Tesouro Direto para os de longo prazo (acima de dez anos).
  3. Anote tudo o que for gasto ao longo do mês. Efetue um diagnóstico financeiro organizando as despesas em diferentes categorias (energia elé trica, é gua, alimentação, telefone, etc.) para saber ao certo qual gasto necessita de maior controle. De fato, todos desperdié amos ou exageramos em pelo menos 20% das contas, e executando esse passo, as chances de verificação e identificação de gastos desnecessérios são mais altas.
  4. Mude sua maneira de elaboração do planejamentofinanceiro mensal. Procure calcular o Ganho (-) Sonhos (-) Despesas. Dessa forma os sonhos será o priorizados no lugar das despesas, evitando aquela equação desagradé vel de Ganhos (-) Despesas = Lucro/Prejué zo. Depois que tirar o valor destinado aos sonhos, com o que sobrar, adé que-o ao seu padrão de vida.
  5. Se você possui muitas dívidas, talvez a melhor op o seja buscar pela real causa do problema, fazendo uma faxina financeira. é sempre bom se organizar e é procurar saber mais sobre educação financeira para não se enrolar e come ar o ano novo com uma nova perspectiva e com mais possibilidades de conquistar as metas pessoais e coletivas.