20160113-dinheirama-casal-financas

Pagar todas as contas e ainda fechar o mês com dinheiro é o sonho de todo brasileiro, mas que infelizmente está distante da realidade. De acordo com pesquisa realizada em todas as capitais do país, em agosto pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 59,1 milhões de pessoas tem alguma restrição no CPF devido contas em atrasos.

Porém, o que a maioria não imagina é que a saída para esta situação de descontrole financeiro, não está em se culpar e se privar de tudo e cortar o lazer, pelo contrário, o hábito de poupar é adquirido quando nos recompensamos também no curto prazo, a cada avanço.

Apenas se punir, pode até trazer resultados imediatos, com as contas momentaneamente caminhando para o equilíbrio, com cortes agressivos nas despesas. Porém, os efeitos colaterais são reações emocionais desagradáveis, como ansiedade, medo, agressividade e diminuição da iniciativa.

Com o passar do tempo, esses excessos de punições podem se transformar em paralisia e a pessoa simplesmente desistir de viver daquela forma, e retomar o comportamento inadequado de não economizar. A recompensa de curto prazo é fundamental para que a pessoa se sinta motivada a prosseguir ajustando as contas e este comportamento com o tempo, se torne um hábito. Quem não desfruta de nada no presente, cedo ou tarde desiste e para facilitar o entendimento, o Economia em 5 Minutos listou algumas dicas para adquirir o hábito de economizar, sem se punir para atingir seus sonhos e juntar uma reserva de emergência para tempos difíceis:

1. Coloque tudo no papel

Anote no papel quanto você ganha e quais são as suas despesas, e com isso saiba quanto será necessário economizar, para que sobre algum dinheiro no final do mês.

2. Por onde começo a cortar as despesas?

Uma vez conhecido o valor a ser economizado, podemos partir para o corte de despesas. Primeiro procure por possíveis desperdícios que passam desapercebidos, e que normalmente estão em um plano de telefonia não vantajoso, um pacote de TV a cabo que mal utilizamos, o pacote de serviços bancários e nos aparelhos eletrônicos que não utilizamos e estão conectados na tomada (consomem energia e aumentam a conta de luz). Enfim, antes de pensar em cortar algo, há uma série de gastos que podem ser eliminados, sem alterar muito a rotina.

3. Identifique os desperdícios

Após a etapa de caça ao desperdício, escolha quais gastos relevantes podem ser cortados para que sobre algum dinheiro no final do mês, e ainda lhe permita uma recompensa de curto prazo, que pode ser algum momento de lazer, ou comprar algo. É muito comum em fases de apertos nas contas, as pessoas não se permitirem a comprar nada, ou não ter lazer, e justamente esse excesso de punições que a tirarão do caminho correto.

4. Crie o hábito de se recompensar

A recompensa deve ser recebida após o resultado conquistado e nunca antes e sempre proporcional ao esforço realizado, ou seja, não adianta economizar um pouco para se presentear com algo muito caro depois e até mesmo se endividar!

Muitas recompensas podem ser até mesmo gratuitas, como se permitir a um passeio, um momento de descanso ou qualquer atividade que lhe traga boas emoções.

5. Crie incentivos para o seu plano de economizar

A cada mês escolha uma recompensa diferente, como por exemplo este será o mês de ir ao cinema, o mês de ir no restaurante preferido, ou mesmo de comprar determinado produto. A ideia é se manter focado no plano de economizar, e se sentir recompensado mês a mês por isso. As pessoas que exageram nos gastos em determinado mês, normalmente se privaram por muito tempo antes de qualquer gasto, lazer ou qualquer situação que se sentissem recompensadas.

Com o tempo o comportamento de manter as contas em ordem se tornará um hábito. Entrando neste circulo virtuosos e com mais tranquilidade você poderá pensar em novas fontes de renda, e até começar a pensar em investir em uma aposentadoria privada.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Economia em cinco minutos


Leia também

Cartão de crédito: como funciona esse mercado?

Definição de cartão de créditoAntes de iniciar o artigo, apresentarei uma definição sobre cartão de crédito. Segundo site do Procon/SP, cartão de crédito é “um meio que possibilita o pagamento à vista ou parcelado de produtos e serviços, obedecidos requisitos ...

Inflação deve fechar o ano entre 5,5% e 6%

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ficou em 0,37% em maio, ante 0,55% em abril, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgados na sexta-feira. De acordo com o professor e coordenador do Centro de ...

Confira 3 dicas de ouro para fazer o controle de finanças pessoais

A estabilidade financeira é, sem dúvida, um fator importante para ter maior qualidade de vida. Viver sempre sem dinheiro pode afetar negativamente nosso humor, os relacionamentos familiares, a produtividade do trabalho e até mesmo a saúde. Está cansado de chegar ...

Governo discute opção 95/105 ao fator previdenciário

 O governo federal prepara um projeto de lei que substitui o fator previdenciário por uma regra que mescla idade mínima e tempo de contribuição ao INSS para obter a aposentadoria. Apelidada de "95/105", a fórmula, que entraria em vigor no ...

Aumento da longevidade aumenta a importância do planejamento financeiro

O Brasil está entre os países com maior nível de envelhecimento do mundo. Se continuarmos neste ritmo, em 2040 nossa população com mais de 50 anos será maior que a de idade compreendida entre zero e 30 anos, segundo estimativas ...