shutterstock_158232020

Administrar bem o seu dinheiro é mais do que poder aplicar habilidades matemáticas. Embora seja importante criar um orçamento, é preciso mais para administrar seu dinheiro com sucesso e ser bem-sucedido financeiramente.

Autodisciplina, organização e confiança são apenas três dos atributos pessoais que ajudam as pessoas a tomar decisões inteligentes com dinheiro, mas se você acha que não tem esses traços, não se desespere. Qualquer pessoa, a qualquer momento, pode aprender!

Como outros aspectos da vida, uma das melhores maneiras de adquirir habilidades é colocá-las em prática sempre que possível. Confira seis orientações para administrar o seu dinheiro de forma mais saudável e ser bem-sucedido:

  1. Autoconsciência

Ser capaz de avaliar objetivamente seus traços e habilidades de personalidade é a chave para encontrar sucesso em quase todos os aspectos da vida. O mais importante é perceber suas próprias fraquezas.

Em termos de dinheiro, a autoconsciência pode ajudar as pessoas a entenderem onde gastam dinheiro impulsivamente e sob que circunstâncias elas provavelmente tomarão decisões ruins. Esse conhecimento pode ajudá-los a implementar estratégias para evitar essas situações difíceis. Manter um diário de gastos ou pedir aos amigos feedback sobre os pontos fortes e fracos são duas maneiras de melhorar essa habilidade.

  1. Delegação

Uma vez que as pessoas saibam com o que estão lutando, sua inclinação pode ser trabalhar na correção dessas deficiências. Muitas vezes sozinhas as pessoas não conseguem.

Não se concentre muito em consertar a fraqueza. Em vez disso, procure maneiras de delegar tarefas difíceis a outras pessoas.

Isso pode significar contratar um Educador Financeiro se você tiver dificuldade em fazer um orçamento que funcione. No entanto, a delegação também pode envolver encontrar ferramentas que possam compensar as fraquezas pessoais.

  1. Autodisciplina

As habilidades técnicas mais importantes para ser bem-sucedido financeiramente têm a ver como cada pessoa se relaciona, hábitos de como o dinheiro é administrado e gasto.

A autodisciplina é crítica. Criar um orçamento é um processo relativamente simples, mas persistir é onde as pessoas podem se perder. Depois de um longo dia, aqueles sem autodisciplina podem ser tentados a pegar comida rápida em vez de cozinhar o jantar em casa, por exemplo. Até que você domine essa habilidade, remover as tentações pode fazer toda a diferença. Orçamento para pequenos sonhos também podem te ajudar a manter a motivação dentro do seu plano financeiro sem se sentir privado.

  1. Organização

Para se manter organizado e não se perder no meio da papelada, um grande aliado pode ser o seu celular. Criar alertas é uma boa saída para não se atrasar nas datas de pagamento, que podem resultar em multas ou, no caso de cartões de crédito, aumento das taxas de juros. Para alguém que vive com um orçamento apertado, esses custos adicionais podem dificultar a acumulação de poupança, reserva financeira para aposentadoria ou a maximização de investimentos.

  1. Confiança

Muitas pessoas lutam financeiramente porque não têm certeza sobre sua capacidade de tomar decisões inteligentes. Elas podem entrar em pânico durante um mercado em baixa e retirar investimentos por impulso, essencialmente travando perdas. Investidores tímidos também podem perder seus ganhos colocando seu dinheiro em dinheiro em caderneta de poupança, fundos com altas taxas de administração que não acompanharão nem a inflação.

Se você está sempre aplicando na poupança, nada de grande vai sair disso. No entanto, a confiança não deve ser confundida com imprudência. Ela é apoiada por conhecimento e por um plano, enquanto imprudência geralmente significa tomar decisões sem calcular totalmente seus riscos. Portanto, a melhor maneira de desenvolver confiança quando se trata de gerenciamento de dinheiro é estar informado e ter conhecimento sobre assuntos financeiros.

  1. Pensamento crítico

Os fraudadores estelionatários usam a complexidade dos produtos financeiros para sua vantagem, como, por exemplo, as pirâmides financeiras.

Mesmo se alguém não está tentando executar uma fraude, um corretor sem escrúpulos pode tentar empurrar investimentos que não são de seu do seu perfil e interesse ou um imóvel que depois pode se transformar em um elefante branco.

O pensamento crítico é crucial para evitar perder dinheiro para investimentos ruins. Antes de concordar com qualquer tipo de compra financeira, certifique-se de entender como funciona e pergunte a si mesmo o que a pessoa que apresenta a oportunidade deve ganhar se disser que sim.

Se eles se beneficiam de uma venda de um produto financeiro ou investimento, reserve um tempo para entendê-lo e na dúvida procure por um terceiro que seja imparcial antes da tomada dessa decisão. E, como sempre, um investimento que parece bom demais para ser verdade provavelmente é um gato por lebre.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: DSOP


Leia também

Crescem dívidas no cartão de crédito: veja como não cair nessa

Os dados assusta, no ano passado o endividamento no rotativo do cartão de crédito cresceu 17%, com um valor acumulado de R$ 29,8 bilhões. A inadimplé ncia relacionada a ferramenta atingiu 40% em dezembro. O maior problema é que ...

Se você se interessa por educação financeira não deixe de ler estes 5 livros

Se você come ou a se interessar pelo tema educação financeira, com certeza não pode deixar de ler estes 5 livros. Sé o leituras que lhe faráo se interessar ainda mais sobre o tema e a ter ainda mais ...

BRASILEIROS AINDA POUCO PREPARADOS PARA A APOSENTADORIA

O otimismo da população brasileira quanto é aposentadoria ainda não resulta em ações eficazes para garantir o futuro financeiro e mostra, além disso, lacunas que precisam ser preenchidas para se evoluir na discussão do tema. é o que ...

Semana de Educação Financeira e Previdencié ria ocorre de 8 a 14 de maio

A quarta Semana de Educação Financeira e Previdencié ria (ENEF) vai reunir diversas iniciativas gratuitas com o objetivo de promover a informação, orientação e formação sobre educação financeira e previdencié ria no país, de forma a contribuir para a tomada ...

Entenda como a educação financeira pode mudar a vida dos jovens

Em 2019, todas as escolas do País devem oferecer aos alunos aulas de educação financeira, segundo a Base Nacional Comum Curricular (BNCC). Mais que simples matemática, a educação financeira muda a compreensão dos estudantes sobre o mundo e os prepara ...