Antecipar 13é sé vale a pena para pagar d vida mais cara

Dezembro está chegando e os bancos oferecem a possibilidade de antecipar o 13º salário. A proposta é tentadora, mas especialistas alertam que a modalidade de crédito só vale a pena se for usada em uma situação: para pagar uma dívida mais cara, ou seja, com juros maiores, como as de cartão de crédito e cheque especial.

"O princípio de que o quanto antes o dinheiro estiver na sua mão melhor está correto. A questão é: a que custo?", diz o educador financeiro Marcos Silvestre.

Segundo Miguel Ribeiro de Oliveira, coordenador de estudos econômicos da Anefac (Associação dos Executivos de Finanças), a antecipação costuma ter juros mais baixos do que outras modalidades, entre 2,5% e 3,5% ao mês em média, pois o risco para o banco é pequeno.

Com isso, "é possível liquidar uma dívida [mais cara] antes de ela se multiplicar muito", afirma.

Já quem pega o salário para antecipar as compras de Natal ou para investi-lo, normalmente perde dinheiro.
Isso porque, em geral, o desconto que se tem nas compras e os ganhos da aplicação serão menores do que os juros que a pessoa pagará pelo empréstimo. É preciso lembrar que os juros aumentam todo mês até o pagamento, que costuma acontecer perto de 20 de dezembro.

É importante também verificar se a própria empresa onde a pessoa trabalha não oferece a antecipação o 13º, nesse caso, sem juros.

Para Dora Ramos, da Fharos, empresa de contabilidade, é fundamental planejar a antecipação do 13º. Caso contrário, diz ela, a pessoa pode não conseguir quitar a dívida anterior totalmente e acabar contraindo um novo empréstimo para os gastos extras do fim do ano: "Não é perfil do brasileiro se planejar, isso é o que torna o empréstimo perigoso", diz.