Aposentado terá fundo para saúde

 A partir do próximo ano, bancos poderão oferecer aos clientes um novo fundo que funcionará como uma espécie de plano de saúde complementar. A ideia é garantir recursos para contratar serviços de assistência médica e hospitalar, que só poderão ser utilizados pelo poupador quando se aposentar. Segundo avaliação dos técnicos responsáveis pela proposta a criação do fundo, inicialmente chamado de "prev-saúde", tem por objetivo garantir aos consumidores, a mesma coisa que os planos de previdência complementar garantem aos seus clientes: uma poupança adicional que pode ser usada a partir da aposentadoria, dando mais fôlego financeiro para o indivíduo.

No caso da previdência, os fundos complementares garantem uma aposentadoria superior àquela oferecida pelo Instituto Nacional de Seguro Social (INSS). Já no caso da saúde, o poupador terá dinheiro para garantir atendimento complementar ao que é oferecido pelo governo através do SUS (Sistema Único de Saúde).

 

Em conversas iniciais com representantes dos bancos, que vão oferecer e administrar o "prev-saúde", e dos planos de saúde – que vão prestar serviços ao aposentado que investir no fundo -, os técnicos do governo federal não encontraram resistências à proposta, que será oficialmente apresentada ainda neste ano ao Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), órgão máximo de regulação do regime de fundos de previdência complementar, responsável pela autorização de novas regras.