Bebé a caminho

 Vocês já são um casal há algum tempo e estão decididos que é a hora de ter filhos. Parabéns pela decisão! Assumir essa escolha geralmente exige muita responsabilidade e boa vontade das duas partes. Mas como se preparar para esse passo?

Pensando nisso, o Meu Bolso em Dia preparou uma listinha de tópicos importantes para você considerar enquanto estiver se planejando. Confira!

Um por todos, todos por um
O trabalho em equipe pode ser considerado um dos pontos necessários para ter sucesso nessa fase, que começa muito antes do nascimento do bebê. São os dois que desejam um filho? Já combinaram como vai ficar a vida profissional dos dois depois da chegada do pequeno? Quanto mais assuntos vocês conversarem (e quanto maior a antecedência), melhor. Um casal unido é fundamental para uma gravidez mais tranqüila para todos.

Saúde e prevenção
Você não precisa esperar para consultar o médico só quando for fazer o pré-natal(exames e consultas realizados no período de gestação). Se possível, procure um médico ainda na fase do planejamento para conferir a saúde do casal.

Assim vocês evitam sustos como casos de infertilidade masculina e/ou feminina (que pode, em alguns casos, ser tratados com hormônios ou pequenas cirurgias) ou problemas genéticos. Se precisar de um tratamento, calcule tudo e coloque na lista de gastos com a gravidez. Não se esqueça de comparar com o seu orçamento.

Planos e metas
Infelizmente, ainda não existe uma tabela que calcule o quanto você pode gastar com o seu filho até ele se tornar independente financeiramente (aproximadamente 20 anos). Isso vai depender de fatores como educação, alimentação, moradia, vestuário e muitos outros.

O que é possível começar a pesquisar e colocar na ponta do lápis são os gastos essenciais: móveis (berço, cômoda, etc), roupas, brinquedos, fraldas, entre outros. Depois, você pode acrescentar os gastos que virão em um segundo momento: creche ou escolinha, alimentação, renovação de roupas, etc. Assim, você consegue garimpar osprodutos e serviços que cabem no seu bolso, planejar as despesas futuras e até começar a fazer uma poupança.

Dica: Como você já sabe, um filho gera custos. Pensar em futuro é importante. Alguns casais, já no nascimento do bebê, começam a poupar alguma quantia de dinheiro. Assim, quando o filho completa 18 anos, terá dinheiro guardado para custos mais altos como universidade, carro, etc. Opções: Previdência Privada e poupança.

Fonte: Meu Bolso em dia