Brasileiros estão  com dificuldades para quitar suas dívidas

Brasileiros estão com dificuldades para quitar suas dívidas

inadimplenciabrasilQuase 90% dos brasileiros estão com dificuldade para quitar suas dívidas. A informação foi apresentada no estudo Retratos da Sociedade Brasileira já Renda e Endividamento, divulgado no mês de setembro pela Confederação Nacional da Indé stria (CNI). Segundo o levantamento, 34% dos brasileiros ficaram mais endividados nos últimos 12 meses, sendo 11% muito mais endividados e 23% mais endividados.

Para solucionar o problema, 20% dos entrevistados afirmam ter vendido algum bem nos últimos 12 meses. O economista Valmir Falcé o revela que o endividamento está crescendo ao longo do tempo e as famílias brasileiras estão endividadas por conta do crédito fácil. Segundo ele, a economia do Brasil, nos últimos anos, tem acesso de forma facilitada ao crédito e o brasileiro não sabe como se comportar, por isso estão endividados. No cartão de crédito, o endividamento acontece devido a rotatividade do cartão, além disso, existem ainda os endividados no cheque especial e nos carnós de lojas.

já Isto está resultando em dificuldades para o comércio, as liquidações estão acontecendo, mas as pessoas estão endividadas porque não houve um planejamento financeiro explica o economista.

Neste cené rio, o ideal é que os endividados faé am uma relação do que recebe com o que ganha. já A Fundação Geté lio Vargas dé um percentual do quanto você pode gastar com alimentação, transporte, habitação, lazer, e é importante que o consumidor entenda para que não haja o endividamento. Ele tem que estabelecer um limite e traé ar metas destaca Valmir Falcé o ao acrescentar a importância da orientação de um economista domêstico, pois este oferece todas as informações sobre o planejamentofamiliar e aponta as consequé ncias do não planejamento financeiro.

já Temos uma das maiores taxas de juros do mundo. Se você entrar no cheque especial, dificilmente você vai conseguir pagar. Muitas vezes é preciso se desfazer de um bem de forma rápida, abaixo do pre o de mercado, para liquidar juros, que são despesas que não estão dentro do planejamento completa.

A proposta do economista é que a educação financeira aconte a ainda na escola, como forma de disciplina dentro da sala de aula, para que as crianças comecem a entender o planejamentodos pais e se tornem adultos financeiramente responsé veis.