Cada vez mais os jovens buscam seguran a e independé ncia financeira com fundos de pensão

Quando se fala em Previdência, a maioria das pessoas automaticamente pensa que esse é um assunto que diz respeito apenas aos integrantes da terceira idade. Os jovens, em sua plenitude da vida, tendem a deixar essa questão para mais tarde. Mas não é sempre assim.
 
Há, cada vez com mais frequência, jovens que desde o início da vida laboral buscam proteção para quando deixar o mercado de trabalho. Eles estão antenados com as novidades do dia a dia e aderiram à cultura previdenciária.
 
Foi depois de conversar com os colegas de trabalho e perceber que todos contribuíam para a Funcef – o fundo de pensão dos funcionários da Caixa Econômica – que a técnica bancária Mariana Gonçalves, então com 21 anos, resolveu ingressar na fundação. Apesar de aprovada no concurso público aos 19 anos – para a agência da cidade mineira de Carandaí, a 137 quilômetros de Belo Horizonte (MG) – a decisão de fazer parte do fundo veio só dois anos mais tarde: “Quando eu cheguei na Caixa, eu não fazia ideia do que era um fundo de pensão. Eu só tomei consciência da vantagem que isso representava depois de uma série de palestras realizadas para esclarecer os funcionários”, lembra.
 
A bancária faz referência ao projeto de educação financeira e previdenciária desenvolvido pela entidade e que segue a principal recomendação do Conselho Nacional de Previdência Complementar (CNPC), órgão regulador do sistema de previdência complementar no Brasil. Segundo a recomendação, as entidades fechadas de previdência complementar devem desenvolver ações educativas pelo País com o objetivo de orientar a população com relação às suas finanças e planejamento para a aposentadoria.
 
Saiba mais: http://blog.previdencia.gov.br/?p=7329
 
Fonte: Edufin