Consumidor idoso: Dicas para evitar preju zos

Atualmente, há empresas que se aproveitam da falta de conhecimento do consumidor idoso parta induzi-lo a assinar contratos de financiamento e outros documentos que podem comprometer o orçamento mensal do idoso.
Para evitar que o idoso tenha prejuízos o Proconn-SP dá dicas para não cair nos abusos praticados na concessão de crédito consignado para este público.

A instituição aconselha que o consumidor, caso pretenda contratar um empréstimos consignado, fique atento as ofertas que se mostram muito vantajosas.

Antes de assinar o contrato leia com atenção todas as cláusulas, que devem conter informações claras sobre qual o valor total a ser pago, os juros cobrados e outras condições do financiamento.

Mais dicas

Ao fazer um empréstimo procure fazer uma avaliação cuidadosa de quanto isso vai comprometer seu orçamento, lembrando que a mensalidade não pode ultrapassar 30% do montante do benefício, no empréstimo e 10% no crédito consignado.

Outra dica importante é não assinar procuração para pessoas desconhecidas.

Direitos

A pessoa idosa precisa ter conhecimentos dos seus direitos. O estatuto do idoso, em vigor desde 2004, garante aos idosos descontos de, pelo menos, 50% nos ingressos de eventos culturais e de lazer.

O idoso também tem direito a atendimento preferencial imediato e individualizado junto aos órgãos públicos e privados prestadores de serviços à população.

Gratuidade em passagens interestaduais para os que possuem renda até dois salários mínimos.