Nos primeiros 23 anos de vida de um filho, os pais brasileiros chegam a gastar até R$ 2.086.602 para custear despesas como educação, lazer, saúde e vestuário. Somente a fatia relacionada aos estudos em todo esse período de crescimento representa 34% desse total, o equivalente a R$ 703.644, segundo pesquisa feita pelo Invent (Instituto Nacional de Vendas e Trade Marketing). A pesquisa faz cálculos para quatro classes sociais: A (renda maior que R$ 25 mil por mês), B (de R$ 6.000 a R$ 25 mil), C (de R$ 2.000 a R$ 5.999) e D (menos de R$ 2.000). Os dados apontam que os gastos crescem com a idade. Até os quatro anos, por exemplo, o custo/ano vão até R$ 63 mil –dos 20 aos 23 anos chega a R$ 122 mil.

Para o presidente do Invent e responsável pela pesquisa, Adriano Maluf Amui, vale mais a pena usar da melhor maneira possível o que se tem no bolso e construir uma família organizadamente do que viver de altos e baixos financeiramente. "Planejar não significa adotar uma postura radical e inflexível, como muitos pensam. Um exemplo simples de planejamento é: se você investir R$ 100 por mês desde o nascimento do seu filho em um investimento que renda 10% ao ano, aos 18 anos terá poupança de R$ 57.670", afirma.
Os gastos com o lazer dos filhos (como cinema, clubes, festas de aniversário e viagens) podem chegar a R$ 421 mil em 23 anos, segundo a pesquisa. Esse valor é para a classe A. As classes B e C gastariam bem menos com lazer (R$ 94,8 mil e R$ 38,8 mil, respectivamente), de acordo com a pesquisa. A classe D reservaria valor mínimo para o lazer dos filhos: R$ 4.800 durante os 23 anos.

Tipo de gasto
CLASSE A (acima de R$ 25)
CLASSE B (de R$ 6.000 a R$ 25 mil)
CLASSE C (de R$ 2.000 a a R$ 5.999)
CLASSE D (até R$ 2.000)
Alimentação
115,2 mil
96 mil
45,8 mil
23 mil
Babá e adicional empregada doméstica
170,4 mil
151,2 mil
zero
zero
Energia, telefone e TV a cabo
59,4 mil
51 mil
15,6 mil
5.760
Alimentação escolar
46,8 mil
26,7 mil
15 mil
zero
Berçário, ensino fundamental e médio e universidade
453,6 mil
206,4 mil
96 mil
zero
Cursos diversos
56,5 mil
26,4 mil
16,8 mil
zero
Materiais didáticos, livros, CDs e revistas
25,2 mil
21,6 mil
17,7 mil
zero
Mesada
74,9 mil
52,4 mil
24 mil
zero
Transporte
46,5 mil
32,4 mil
15,6 mil
zero
Academia, clube e associações
56,8 mil
31,2 mil
14,4 mil
zero
Cinemas, teatros e shows
30,2 mil
15,6 mil
9.600
4.800
Festas de aniversário
200,7 mil
24 mil
9.600
zero
Viagens, férias e passeios
133,2 mil
24 mil
5.200
zero
Fundos/investimentos
149,5 mil
28,8 mil
4.800
zero
Despesas diversas e farmácia
37,3 mil
21,2 mil
18,2 mil
zero
Médicos particulares, pediatra e dentista
36,9 mil
Zero
zero
zero
Plano de saúde
83,5 mil
57,6 mil
56,4 mil
zero
Brinquedos, informática, telefonia e novas tecnologias
160,7 mil
36,6 mil
15,6 mil
zero
Roupas e calçados
148,8 mil
45 mil
226,8 mil
20,1 mil
Total
2,08 milhões
948,1 mil
407,1 mil
53,7 mil

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Folhainvest


Leia também

Como administrar meu dinheiro? 5 dicas para quem não sabe por onde começar

Quantos de nós olhamos para trás em nossas infâncias e desejamos ter aprendido mais sobre dinheiro? Muitas pessoas se formam na faculdade sem ideia alguma de como gerenciar seu salário ou o saldo de sua conta bancária. Talvez você já tenha sido ...

Receita alerta para e-mails falsos sobre divergé ncias no Imposto de Renda

Mensagens são enviadas por quadrilhas especializadas em crimes pela internet para obter informações fiscais, cadastrais e principalmente financeiras dos contribuintes.Mensagem falsa de correio eletrônico voltou a circular na internet em nome da Receita Federal com intuito de enganar os contribuintes ...

Finanças pessoais: como gerencié -las e evitar o endividamento

Os efeitos da crise no Brasil são reais e se refletem no cotidiano da população. A feira encareceu, o combusté vel també, bem como os serviços em geral, como saúde e educação. Para não entrar em uma bola de neve ...

Teste: Você educa seu filho para que ele se torne rico?

 Faça o teste elaborado por EXAME.co, em parceria com Celina Macedo, especialista em finanças da família e autora do livro “Filhos: seu melhor investimento”, e veja se a educação financeira dos seus filhos está no caminho certo. Responda as perguntas e ...

10 dicas para renegociar suas dívidas

Se sua dívida não cabe mais no bolso, ainda resta uma boa notícia: há várias formas de negociar o pagamento e escapar da lista de inadimplentes. É possível reduzir prestações, obter juros menores e até pedir um desconto se a ...