Educação financeira come a em casa

 As primeiras lições não precisam necessariamente envolver dinheiro. Fechar a torneira ao escovar os dentes, apagar a luz ao sair do quarto e comer toda a refeição são exemplos importantes para evitar desperdícios.

Dicas para os pais:

·         Dizer não é preciso. Com os estímulos ao consumo cada vez mais fortes, é importante mostrar que nem tudo está ao alcance. Cabe ao adulto ensinar a diferença entre querer e precisar.

·         Não misture compras com passeio. As crianças adoram surpresas e encontrar ambientes novos, desde que sejam estimulantes.

·         O dia de compras deve ser encarado com responsabilidade. A criança deve aprender a importância de pesquisar os produtos e comparar os preços. É a semente para a criança aprender a planejar seus gastos no futuro.

·         As crianças precisam entender como o dinheiro chega em casa. Ao mostrar que trabalhamos e depois recebemos o salário, ajudamos o pequeno a entender a importância do dinheiro.

·         Situações de rotina, como compras no supermercado, podem se transformar em uma aula de finanças. Tenha o hábito de sempre carregar uma lista das compras, pois as crianças associam a lista às necessidades de consumo básico.

·         Os hábitos e a educação recebida em casa são pontos fortes na formação do pequeno consumidor.