size_810_16_9_cofre-livros

Ter as finanças pessoais equilibradas não significa ser educado financeiramente. Muitas pessoas pensam dessa forma por entenderem que educação financeira é uma ciência exata, ou seja, que, se souber fazer cálculos e mexer com planilhas, não terá problemas financeiros. Mas não é assim que funciona.

Na verdade, se trata de ciência humana, uma vez que promove uma mudança de comportamento com relação ao dinheiro, objetivando a realização de sonhos e não o consumo imediatista. Além disso, a educação financeira auxilia na administração dos recursos do indivíduo e /ou família, incluindo orientações sobre os investimentos que devem ser feitos (baseados sempre no tipo de sonho).

Explico bem essa questão no meu best-seller Terapia Financeira (Editora DSOP), que serviu de base para todas as outras obras de educação financeira de minha autoria. Falo, por exemplo, dos eixos temáticos em que o tema se baseia: autonomia, cidadania, diversidade, família, empreendedorismo e sustentabilidade.

Com isso, já é possível perceber que finanças pessoais é mais voltada para a questão individual, enquanto a educação financeira envolve toda a família, sendo mais abrangente. Por esses e outros motivos é que sempre reforço a ideia de que a educação financeira é algo que deve ser inserido no cotidiano já das crianças, para ser absorvido com mais facilidade.

Os pequenos entendem com muita facilidade essa diferença, a partir do momento que damos mesada, por exemplo, e os incentivamos a ter sonhos. Dessa forma, eles compreendem que os recursos financeiros não podem nunca ser a finalidade, ou seja, não devem trabalhar a vida inteira apenas para ter dinheiro, mas sim para realizar os sonhos.

Enfim, a educação financeira nada mais é do que algo que auxilia a administração dos recursos financeiros, por meio de um processo de mudança de hábitos e costumes adquiridos há várias gerações. Portanto, não basta aprender a mexer com números, se não sabe as vantagens que esse conhecimento pode proporcionar.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Reinaldo Domingos - DSOP


Leia também

Quanto valem o passado e o futuro ao longo da vida?

Investimentos, números e gráficos são apenas uma pequena parte da avaliação de finanças pessoais. Reduzir qualquer pessoa ou cliente a um perfil conservador, moderado ou agressivo é desprezar toda a complexidade do indivíduo.O ciclo da vida, em muitos aspectos, descreve ...

Dicas para economizar gasolina

já Faxina já Se o seu porta-malas está cheio de coisas desnecessé rias, melhor achar outro lugar para essa bagagem. Cada 50 kg a mais equivalem a 1% de aumento no consumo, já que quanto mais pesado ...

Material escolar vai pesar no seu bolso? Veja 8 dicas para economizar

Quem tem filho já sabe que o come o de ano é siné nimo de preocupação em quanto vai gastar com a lista de material escolar. Sé o lápis, cadernos, mochila, livros e, com isso, a conta ...

Dor nas costas e a maior causa de aposentadoria por invalidez

Dor nas costas é a maior causa de aposentadoria por invalidez Dados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) mostram que a dor nas costas está entre as principais causas de aposentadoria por invalidez no Brasil. Entre janeiro e novembro de ...

Jogada Certa: não leve um cartão vermelho nesta Copa. Leia o texto abaixo para participar do Quiz no dia 12/7 e concorra a uma SmartTV Full HD 55 polegadas

Períodos de grandes eventos são convidativos a muitas celebrações entre familiares e amigos. Durante a Copa do Mundo isto não é diferente. São mais de 60 jogos no maior evento esportivo do mundo. Afinal, quem não gosta de torcer pela ...