Educação financeira e fundamental nas empresas

 O endividamento dos brasileiros cresce a cada dia. Dados do Banco Central mostram que o endividamento total das famílias brasileiras aumentou e atingiu patamar recorde em agosto de 2013. E esse endividamento não afeta apenas o bolso das pessoas. Ela afeta também sua produtividade no trabalho. A consultora Cecília Cibella Shibuya afirma que a produtividade pode cair até 50% quando há descontrole financeiro.  Por isso é cada vez maior o número de pequenas e médias empresas que passaram a contar com programas para funcionários endividados. Segundo a Personal Finance Employee Education Foundation, entidade americana que estuda os benefícios da educação financeira em empresas, a cada 1 dólar investido num desses programas poupam-se outros 3 com a redução de atrasos, faltas e demissões – e o consequente aumento na produtividade. 

Reinaldo Domingos, educador financeiro, presidente da Associação Brasileira de Educadores Financeiros, conta que na tentativa de ajudar, muitas empresas acabam acatando o pedido dos funcionários que pedem empréstimos com desconto em folha de pagamento, o chamado crédito consignado. “O que era para ser um benefício, está crescendo de forma desordenada e se tornando uma das principais formas de endividamento da população. O resultado é que os brasileiros estão batendo recordes de inadimplência, por isso é preciso cuidado”, alerta. Para o educador, mais importante que emprestar o dinheiro é ensinar o funcionário a lidar com as dívidas e planejar seu orçamento para que possa liquidá-las. 

Bons exemplos 

Rutra Menswear – a rede de lojas masculinas de Campina Grande, na Paraíba, possui 130 funcionários que contam com a ajuda da empresa para renegociar dívidas pessoais. 

ArcelorMittal Tubarão – desde a década de 80, a empresa está atenta às necessidades de auxiliar os empregados na organização do orçamento pessoal e familiar. Desde 1995, a empresa oferece um atendimento baseado na "economia comportamental", abordando a relação do indivíduo com o dinheiro, o reflexo em sua família e a relação direta com valores e crenças, levando em consideração três pilares principais: renda, afeto e prazer. O programa conta com duas linhas de atuação, uma voltada para a parte preventiva e a outra para a curativa. 

Correios – desenvolve o Programa Escolhas que proporciona atendimento voltado para gestão da carreira do trabalhador, relacionamento no ambiente de trabalho, preparação para aposentadoria e educação financeira. São oferecidas palestras sobre como ter hábitos saudáveis em relação ao dinheiro. Além disso, o instituto de previdência privada dos Correios também oferece aos trabalhadores do órgão consultoria financeira pela internet. 

Samarco – a gerência de Saúde do Trabalhador da empresa realiza o programa Saúde Financeira. A ação começou em 2012 e oferece palestras sobre como cuidar das finanças. No ano que ve, os trabalhos vão focar na preparação dos colaboradores que querem se tornar investidores. A empresa também oferece consultoria individual para o trabalhador que necessita de acompanhamento. Além disso, a Samarco realiza palestras sobre finanças também para a família do colaborador.