Em tempos de pre os em alta, dica valiosa e economizar

Em tempos de pre os em alta, dica valiosa e economizar

DICA_SUPERMERC.Em tempos de pre os em alta, conjugar o verbo economizar é fundamental. Mas, fugir das compras é impossé vel, pois muitos produtos, principalmente para alimentação, são essenciais. Dessa forma, o consumidor deve seguir sempre um ritual que inclui pesquisa de pre os, comparação de produtos, organização da lista de compras e até a iniciativa de se evitar custos com deslocamentos de um ponto de compra para outro, apenas para aproveitar promo ões.

E é pensando em economizar que a psicé loga Maria Cláudia Colombi Corré a Marques, 55 anos, não abre mé o de colocar em prática essas medidas. já Sempre consulto os pre os. Faça o minha lista para saber exatamente o que preciso e para evitar a compra de coisas desnecessé rias explica.

Maria Cláudia destaca, ainda, que pesquisar é essencial. já Pesquiso marcas, pre os e promo ões. Do supermercado ou da feira, procuro levar o que realmente vou consumir. Isso ajuda na economia e também a evitar desperdé cios lembra.

Pesquisa

A iniciativa adotada pela psicé loga santista é defendida pela supervisora da equipe de pesquisas do Procon-Sé o Paulo, Cristina Rafael Martinussi. Segundo ela, as iniciativas tem de ser mantidas sempre, independentemente de crises ou momentos de inflação em alta.

já Atualmente, a tendé ncia de alta de pre os dos alimentos tem afetado o País como um todo. Não é algo regionalizado. Isso se deve a alguns fatores, como problemas de abastecimento de é gua, alta do dé lar, direcionamento de alguns produtos é exportação, o que afeta o mercado interno, entre outros. Agora, independentemente desses fatores, economizar é essencial ensina.

Evitar a compra em excesso também é a recomendação do consultor e professor de economia da Universidade Santa Cecé lia (Unisanta), Hé lio Hallite. já O consumidor tem que ser pontual nas compras de mercado e sé adquirir produtos que garantam a sua subsistância. Este é o momento de evitar a compra de supé rfluos explica.

Fazer a lista de compras e comparar promo ões também são fatores essenciais. E, apesar do costume do brasileiro de realizar compras grandes nos supermercados uma vez por mês, o que deve ser colocado em prática é um novo hábito de consumo: já Essa modalidade de compra, neste momento, não é adequada. Você hoje não consegue mais fazer economia ao adquirir todos os produtos de uma sé vez. O ideal é comprar aquilo que você verdadeiramente precisa e é muito mais vantajoso que este consumo ocorra semanalmente explica Hallite.

A busca por verduras e legumes também deve ter aten o redobrada em é pocas de safra. já Uma boa alternativa é substituir determinados alimentos por itens mais em conta. As feiras e hortifrutis, em geral, costumam oferecer produtos de maior qualidade, com pre os mais vantajosos. A compra nestes casos deve ocorrer em peré odos que precedam o pagamento já .

Frear despesas é essencial

Com a retração economica, não são apenas as compras em excesso que devem ser evitadas. Cortes com despesas não essenciais, como até mesmo pacotes de TV a cabo e telefonia mé vel, também devem estar na mira dos consumidores brasileiros.

De acordo com o economista Hé lio Hallite, as famílias precisam dialogar para manter apenas despesas que sejam realmente essenciais, como contas com alimentação, luz e moradia. já é necessério priorizar itens de subsistância. Se você tiver TV a cabo, verifique se realmente vale a pena manter o pacote contratado. Seré que você realmente assiste a todos estes canais? já .

Uma outra dica valiosa é congelar as despesas com cartões de crédito. já Este é o momento de procurar as operadoras pagar dé bitos com valores congelados. Esta é a mesma regra para despesas com cheque especial, já que os juros ao ano variam de 240 a 260% já .

Dicas para levar na cesta ou no carrinho

– Leia as instrué ões dos produtos de limpeza e a quantidade recomendada para cada tipo de ação, para evitar desperdé cio pela utilização incorreta;

– Perto da sua casa tem mais de um supermercado? Pesquise os melhores pre os em cada um deles e vé a pé ;

– Lembre-se que frutas e verduras – compradas na feira ou sacolé o – devem ser adquiridas semanalmente, pois estragam muito ré pido;

– Produtos com marca pré pria do supermercado (os sem marca) geralmente são mais baratos;

– Quando for fazer compras não leve crianças, pois elas podem induzi-lo a compras de produtos supé rfluos;é

– é bom evitar fazer compras quando estiver com fome, pois isso pode levé -lo a comprar mais do que o necessério;

– Não insista naqueles produtos que sempre acabam sobrando na geladeira. Eles podem estar sendo comprados apenas por costume;

– Marque quanto tempo duram os alimentos, quais acabam ré pido e quais sobram;

– Anote o que você consome e a frequé ncia que sente necessidade de fazer compras;

– Recolha folhetos de supermercados para fazer comparação de pre os;

– Divida as compras em grupos: uso pessoal, produtos de limpeza, alimentos (de geladeira e mantimentos).

Despesas na ponta do lápisé

Para evitar as surpresas desagradé veis de contas bancé rias zeradas muito antes do té rmino do mês, Hé lio Hallite também recomenda que o consumidor adote um comportamento simples, que é colocar na ponta do lápis todas as despesas, principalmente com cartões de dé bito.

já O que prejudica o planejamentodo brasileiro são exatamente essas despesas extra necessidade. A li o numero 1, agora, é colocar no papel tudo o que você recebe e aquilo que é gasto, para fazer um comparativo. Não temos essa cultura para finanças, mas agora precisamos correr atrês do prejué zo, sentir na carne salienta o economista.