Entenda as desvantagens em resgatar seu plano de previdência

Entenda as desvantagens em resgatar seu plano de previdência

imagem-ilustrativa-para-aposentadoria-velhice-1314968553440_956x500O resgate do valor pago em planos de previdência privada é um direito do participante. Mas, ao antecipar essa retirada, alguns cuidados devem ser tomados com relação aos encargos cobrados nesta transação.

Ao fazer um plano de previdência complementar, o participante escolhe um dos tipos de regimes de tributação, que tem como objetivo determinar os descontos do imposto de renda que será o feitos na hora de resgatar o valor do plano.

Progressiva ou Regressiva?

A tabela progressiva tem um percentual que varia de zero a 27,5%, dependendo do valor a ser resgatado.

Já a tabela regressiva varia de acordo com o tempo de permanência no plano de previdência privada, ou seja, para quem aderiu a um plano de previdência e desistiu em menos de dois anos, a taxa será de 35%. Por outro lado, o contribuinte que continuar com o plano por dez anos ou mais será tributado é taxa de 10%.

Vale a pena resgatar um plano de previdência?

De acordo com especialistas em economia, a previdência deve ser pensada como um investimento a longo prazo. Investir em previdência é igual a investir em ações, se você não precisar desse dinheiro, vale a pena investir, afinal é um investimento de longo prazo para garantir uma renda futura. Se a escolha foi uma alíquota regressiva, optar por resgatar o valor investido dois meses depois, ele será tributado em 35%, o que não vale a pena.

Empréstimo X Resgate

Se o resgate for motivado por uma situação de emergência financeira, vale avaliar outras possibilidades. Pode parecer absurdo fazer um empréstimo, ao invés de resgatar um plano de previdência complementar, mas não é, dependendo da taxa de juros do empréstimo. Se a pessoa tem como pagar a parcela de um empréstimo, é vantagem não retirar o investimento da previdência.

Dicas

Antes de aderir a qualquer plano de previdência, o ideal é ler o regulamento com bastante calma e tirar todas as dívidas.

Caso a op  seja por resgatar o valor do plano, verifique o período em que se encontra, ou seja, hé quanto tempo contribui e o tipo de tabela correspondente ao plano.

Só vale a pena fazer o resgate do plano quando a alíquota do imposto for satisfatória, o que acontece com um tempo maior de contribuição.

Fonte: JusPrev