Especialista dé dicas de como economizar energia nos dias de frio

 O inverno deste ano no Alto Tietê tem sido marcado por temperaturas mais baixas no início e final do dia. E vale tudo para se esquentar. Aquecedores e até secadores de cabelo são aliados nesta hora. Com isso o consumo de energia acaba se tornando um grande vilão neste período do ano. Mas há algumas dicas para não deixar que o frio aumente muito os gastos com eletricidade.

 
O sol brilha forte, mas o calor não é suficiente para espantar o frio. Nas ruas, um figurino que protege. Capuz, touca. Além do casaco, cachecol. Nos pequenos, muita roupa, manta e até luva. E em casa? Como espantar o frio? As mães apostam no banho quentinho. "Banho geralmente é entre 11h e 12h que o sol já está quente e sempre com tudo fechado", diz a vendedora Samara dos Santos.
 
Aumentar a temperatura do chuveiro nessa época do ano é o que todo mundo diz que faz. "Bem mais quente, tem que mudar a temperatura do chuveiro", fala a aposentada Neide dos Santos.
 
E as mulheres ainda precisam de um outro equipamento para espantar o frio, o secador de cabelo. "Tem que usar, não tem como ficar com o cabelo molhado, principalmente quando a gente chega do serviço, quer lavar o cabelo, aí para dormir com ele molhado não dá, tem que secar", relata a operadora de telemarketing Elisângela dos Santos.
Chuveiro funcionando mais tempo, secador de cabelo ligado todos os dias. Isso sem falar em outros costumes, como por exemplo: aquecedor de ambientes. O inverno pode até ficar mais gostoso assim, mas a conta de luz vem mais cara.
 
E é difícil fazer diferente. O diretor da EDP Bandeirante Marcos Scarpa conheceu os hábitos na casa da jornalista Fabiana Lima, em Mogi das Cruzes, e deu orientações de economia que servem para todos. "Eu acho que a primeira dica é na parte de iluminação, a gente vai olhando as luminárias, são todas opacas. Se a gente tiver uma luminária transparente, a gente tem condição de ter uma lâmpada eficiente com uma potência menor ainda, então, você tem um ganho, além da luminária, da própria lâmpada que você pode ter uma menor potência", esclarece.
 
Na cozinha, um erro muito comum feito atrás da geladeira. "Desde que eu vim morar em apartamento, porque eu coloco uma roupa para secar e às vezes eu lavo uma roupa, por exemplo hoje, e eu preciso da roupa amanhã e aí não seca e eu sei que não vai secar, então eu coloco atrás da geladeira para que no outro dia já esteja seca", conta a jornalista.
 
Esse hábito, segundo o especialista, consome mais energia. "O motor vai trabalhar não só para manter a temperatura interna da geladeira baixa, mas ele vai ter uma dificuldade porque ele também está secando a roupa que não é o seu trabalho", afirma.
 
Uma dica é adequar a temperatura interna à estação do ano. "No inverno você pode diminuir a temperatura da geladeira e sempre lembrando não colocar na geladeira os pratos quentes. Primeiro deve esperar esfriar para que depois você coloque na geladeira. Não utilizar também paninhos nas prateleiras da geladeira para que permita a circulação interna da geladeira. O importante é que o motor da geladeira trabalhe de uma forma ideal como ele foi planejado", explica.
 
Outra dica para economizar é otimizar o uso da máquina de lavar roupa e também do ferro de passar. "Eu não acumulo para passar tudo de uma vez", confessa Fabiana. 
 
"Você tem que ter a máquina de lavar roupa com o tamanho ideal da onde você tem a possibilidade de secar. Então, se você tem condições de secar seis quilos de roupa, não adianta você ter uma máquina de 10, porque você vai utilizar várias vezes a máquina sem ser a sua potência máxima que é ideal em termos de eficiência. E o fato de ela estar passando todos os dias, todos os dias ela aquece o ferro para chegar em uma determinada temperatura para se iniciar a passagem da roupa, então, o que a gente sempre orienta é que as pessoas passem no máximo duas vezes por semana, assim você inicia a utilização do ferro com as roupas mais finas, deixando as roupas mais pesadas para o final que necessitam de temperaturas maiores e dessa forma você aquece o ferro somente duas vezes por semana", orienta.
 
No inverno, lavar a louça com água quente pode ser uma boa ideia, mas a conta de luz vai subir. "Quando esta torneia elétrica não foi construída no próprio apartamento, ela deve ser avaliada com eletricista a potência da torneira elétrica, de que forma ela está sendo ligada no quadro para que ela não tenha um sobreaquecimento desta corrente e da própria tomada em que ela está sendo ligada", diz.
 
E claro, o que mais faz aumentar a conta nessa época do ano é o chuveiro. "Meu namorado e eu costumamos tomar banho duas vezes por dia, de manhã antes de ir trabalhar e a tarde, quando a gente volta e eu particularmente tomo banho bem quente e eu demoro em torno de 20, 30 minutos. Meu namorado, às vezes ele demora mais, em torno de 40 minutos e o meu filho também demora um pouquinho para tomar banho, então a gente demora no banho e toma banho bem quente", revela a dona da casa."
 
E esta demora é um dos grandes vilões no consumo de energia. "Representa um aumento na conta no inverno de mais de 50% e como os hábitos aqui são de escovar os dentes embaixo do chuveiro, fazer a barba, isso tudo leva um tempo maior tomando banho que justifica este resultado tão grande", alerta o especialista.
 
Fabiana diz que está pensando em comprar um aquecedor. As noites de inverno podem até ficar mais aconchegantes, mas o preço da luz, fica mais salgado. "A nossa conta de energia, além dos impostos do setor elétrico, você tem o ICMS, então se você tem um consumo mensal até 90 quilowatts-hora, você não paga ICMS, se você gastar de 91 a 200 quilowatts-hora você paga 12% de ICMS, acima de 200 quilowatts-hora você paga 25% de ICMS. Então, você pode ter um acréscimo de 20% porque você, além de estar utilizando equipamento mais forte, com maior consumo de energia, ultrapassou estas fases de ICMS também", conclui.
 
Fabiana Lima pretende mudar alguns hábitos depois de todas essas dicas. "Daqui para frente eu vou evitar de colocar roupas na geladeira, vou tentar organizar mais esta questão de lavar roupa e usar a máquina e vou falar com meu namorado porque a gente tem que diminuir o tempo no banho, não dá para ficar 40 minutos no chuveiro", diz ela.