Estou no vermelho. E agora?
29/04/15

Estou no vermelho. E agora?

accountingwithcoffeeMuitas pessoas perdem o sono e a saúde por causa de dívidas, alié s, dívidas costumam ser um dos principais motivos de discussão na família. Mas, calma! Elas podem ser passageiras se você souber como sair delas.

A verdade é que, se você se encontra no vermelho, é porque gastou mais do que tinha disponível e existem inúmeros motivos (quase sempre supé rfluos) que o levaram a isto. Perceber quais fora, podem ajudé -lo a evité -los e a tomar mais cuidado da pré xima vez que se deparar diante das costumeiras armadilhas, tipo:

Que sapato lindo! Ai que fome, vamos jantar fora? Quebolsa maravilhosa! Sé um cineminha, ningué m é de ferro. Viu quantas situações propé cias para gastar seu dinheiro?

Isso sem contar os presentes para as pessoas que gostamos e os infindé veis outros para os aniversérios dos colegas dos filhos em idade escolar até 15 anos (ou mais). O fato é que se não for tomada uma atitude, a dé vida continua já acordada e lhe tirando o sono já e pior, sé aumentando.

O início de tudo é tomar uma decisão de mudané a de hábitos e o esforé o para perseverar nessa decisão, em outras palavras, se quer resultados diferentes na sua conta corrente, é preciso atitudes diferentes para alcané ar isso. é preciso refletir as verdadeiras razões que te fazem abrir a carteira.

Um planejamento financeiro familiar identifica os objetivos a serem alcané ados, e não esque a que a família toda deve estar a par das prioridades para que a ação conjunta some nos resultados.

Por exemplo, se foi combinado que nas fé rias vocês iriam para aquela tão sonhada pousada, deveré ter dinheiro para isso, todos devem combinar uma redução de refeié ões fora do lar, compras em shoppings e buscar atrações de lazer mais voltadas para a família e em casa, onde o pacote de pipoca (para todos), custa 10% do pacote individual de qualquer cinema.é Outra coisa, é preciso colocar no papel ou planilha,seus ganhos e gastos, se não fizer desta forma, como vai saber para onde está indo seu dinheiro?

Alguns devem estar pensando agora que isto tudo dé muito trabalho, mas não tem outro jeito, é no papel que essas coisas ficam em evidé ncia e te ajudam a perceber suas contas, gastos extras e furos no oré amento.

Quando anotamos, vemos na somaté ria que são as pequenas contas que já minam já nosso oré amento, pois na somaté ria de todas as vezes que você parou para fazer um lanche, mesmo estando apenas a 30 minutos de chegar em sua casa, em muitos casos o resultado final destes custos ao té rmino de um mês, pode corresponder até 40% da sua conta de supermercado em alimentos.

E o pior é que muitos pagam as contas com cheque (si, ainda se usa cheque!) e com cartão de crédito, sé que a falta do planejamento faz a pessoa entrar no limite bancé rio e em suas reservas rotativas, podendo chegar a juros alté ssimos de quase 300% ao ano.

Sendo assim, fica meu conselho, comecem hoje a fazer uma planilha financeira, é fácil e principalmente necessério, se o objetivo é sair do vermelho.

é possé vel encontrar na internet sites que podem ajudar, indico o portal A Escolha Certa (www.aescolhacerta.com.br) que é de fácil acesso e entendimento e possui planilhas bem interessantes.

Mas nada é desculpa, se por ventura não for muito adepto as modernidades da web, um bom caderno, lápis e borracha servem para come ar a anotar suas despesas em duas colunas, ganhos e gastos.

O início de tudo é tomar uma decisão de mudané a de hábitos e o esforé o para perseverar nessa decisão, em outras palavras, se quer resultados diferentes na sua conta corrente, é preciso atitudes diferentes para alcané ar isso.

Texto: Guilherme Arcega – Palestrante, Professor em Economia e Finané as e Consultor de Empresas na Consiglieri Brasil – www.consiglieri.com.br

www.consiglieri.com.br
www.consiglieri.com.br