Guia para sua conta bancé ria sobreviver  s férias de julho

Guia para sua conta bancé ria sobreviver s férias de julho

abre-ferias-julhoApesar de as pessoas aproveitarem dezembro e janeiro para tirarem fé rias, aqueles que tem filhos também tentam tirar uns dias no mês de julho para aproveitar a folga nas escolas.

Poré, nem todas as famílias se re nem com antecedé ncia para poder programar os gastos com a viage, comprometendo o planejamentofinanceiro. “A consequé ncia desse comportamento impulsivo e não consciente é de transformar sonhos em pesadelos, pois, mesmo quando se consegue realizar, pagar por ele pode ter efeitos desastrosos para as finanças “, afirma o educador financeiro Reinaldo Domingos.

O primeiro passo é se planejar: viagens possuem gastos intré nsecos, como transporte, estadia, alimentação, telefonia, dentre outros. Por isso, é preciso levar em consideração todas essas despesas no momento em que estiverem calculando o valor total do passeio.

“Minha orientação para quem não viu nada sobre viagem até o momento é come ar a se planejar para realizar um passeio muito melhor no final do ano ou até mesmo no meio do ano que vem”, explica Domingos. “Outra dica é analisar bem qual destino cabe melhor no planejamentofinanceiro e, se for necessério, mude o local da viage, para aproveitarem melhor”.

Apé definir o destino, a educadora financeira Ana Paula Hornos lembra que é importante estimar os gastos atravós dede guias, sites sobre roteiros, dicas de hospedagem e alimentação com descontos, entradas promocionais ou gratuitas em museus e pontos turé sticos para otimizar as despesas e aproveitar mais o período gastando menos.

Deve-se ter cautela também com as despesas durante a viage, com compras, lembrancinhas, entre outros. é importante estabelecer um limite de gasto antes mesmo de saé rem de casa. “Se a viagem for para fora do País, o cuidado deve ser dobrado, afinal de contas, além da conversão da moeda, quando se utiliza o cartão de crédito ou o pré -pago, por exemplo, é cobrado o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que representa 6,38% do valor gasto”, explica Domingos.

Veja abaixo algumas orientações para quem quer aproveitar as fé rias sem voltar endividado:

1- Antes de reunir a família para conversar sobre o sonho da viagem de fé rias, é é preciso saber em que situação financeira a família se encontra (endividada, equilibrada financeiramente ou poupadora);
2- Apé definido o quanto pode investir para o sonho de fé rias, é é necessério reunir a família para planejar;
3- Uma vez definidas as preferé ncias de lugares, hora de pesquisar na internet e, depois, ir é lojas, buscando os melhores pacotes e vantagens. Lembre-se de consultar se tem milhas em seu cartão de crédito, isso pode ajudar a diminuir muito o custo das passagens;
4- Procure dar os passos de acordo com as condié ões. é preciso lembrar que muitas são as famílias que, por não planejar financeiramente, ao retornar, é tiveram seus sonhos transformados em pesadelos por se endividarem e até chegarem é inadimplé ncia;
5- Se for viajar dentro do país de carro, faé a uma revisão do ve culo. Verifique documentação, seguro e somente dirija se estiver em boas condié ões fé sicas;
6- Fique atento com pacotes econé micos com pagamento antecipados. O grande cuidado é pesquisar a operadora de viagem para saber de sua saúde financeira, consultar os é rgé os de consumidores para atentar-se quanto a reclamações;
7- Caso vé viajar para fora do País, é fundamental que se adquira a moeda estrangeira daquele país; 80% em cartão pré -pago e 20% em dinheiro em espé cie. Caso tenha vários familiares, faé a com que todos tenham seus cartões com os limites já pré -estabelecidos;
8- Levar no máximo dois cartões de créditos, com vencimentos próximos e posteriores a data da viagem. Lembre-se de informar a operadora de cartões para que saiba que estaré fora do país durante o peré odo;
9- Evite utilizar o cartão de crédito em caso de viagem fora do País, pois, quando chegar a fatura, haveré conversão da moeda e um custo de 6,38% de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras);
10- Qualquer que seja a viage, deveré levar uma reserva de 30% a 50% a mais. Lembro que imprevistos e surpresas como passeios de última hora, presentes, lembrané as, etc. Caso tenha encomendas para trazer, procure sempre receber o dinheiro antes de quem encomendou.