comopagardividas-materia-620x400

Fazer um planejamento para pagar as dívidas do começo do ano, como o IPVA e IPTU, pode ajudar a manter a  vida financeira organizada. Mas mesmo que esses gastos já sejam esperados, há quem fique em dúvida sobre o que é mais vantajoso: pagar à vista ou parcelar.

Nem sempre quitar esses débitos de uma vez pode ser a melhor alternativa. Tudo vai depender se a pessoa se preparou, se há dinheiro extra e até se outras dívidas não merecem prioridade, explica Edward Cláudio Jr., especialista da DSOP, organização dedicada à disseminação da educação financeira.

“A pessoa que não fez nenhuma reserva financeira vai ter que olhar para o próprio orçamento e ver se é possível pagar à vista sem comprometer outras contas”, explica o educador. “Por isso, antes de decidir a forma de pagamento, é importante avaliar a própria conta bancária”.

Segundo ele, no caso do IPTU é preciso ficar atento à data de vencimento da primeira parcela. “Se já há dinheiro para isso, o melhor é pagar à vista e aproveitar o desconto”, orienta.

Para quem não se planejou, está sem dinheiro ou vai pagar multas, a dica é se atualizar do valor real da dívida para procurar a melhor solução. “Falar com a família para ver quais gastos podem ser reduzidos também pode ser uma forma de lidar com esse momento”, afirma Edward.

O especialista também chama atenção para a importância do planejamento para quem não quer passar por apuros financeiros a cada ano. “Quem já tem uma educação financeira mais apurada pode dividir o valor do IPVA e do IPTU ao longo do mês, em uma aplicação. Assim, quando chegar o começo do ano, a pessoa já tem esse valor reservado”.

Outra dica do educador financeiro é usar uma parte do 13º salário para pagar esse tipo de despesas e começar o ano com a conta no azul.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Metro Jornal


Leia também

Educação financeira é desafio para famílias de todas as faixas de renda

Responda rápido: se você gasta menos do que ganha é educado financeiramente? Ainda são muitas as pessoas que pensam que guardar dinheiro é sinônimo de educação financeira. Não se engane. Este é apenas o começo. Educação financeira é não perder horas ...

O que os contos de fada têm a ver com o seu bolso

Foi lançado neste sábado o livro “Eu mereço ter dinheiro - Como ser feliz para sempre na vida financeira”, do consultor financeiro Reinaldo Domingos. O livro é dividido em 10 capítulos que evocam personagens de contos de fadas para introduzir ...

Semana de Educação Financeira terá palestras gratuitas em Florianópolis

Florianópolis recebe, de 16 a 21 de maio, a 3ª Semana Nacional de Educação Financeira (Semana Enef), com quatro palestras gratuitas abertas ao público. O objetivo do evento é promover a educação financeira da população e contribuir para a tomada ...

Prazer, dinheiro e renúncia: não existe escolha sem dor

Prazer, dinheiro e renúncia: não existe escolha sem dorAo ser convidado para um evento, certa vez, declinei por falta de tempo. Meu interlocutor disse: tempo você tem, o que não tem é a prioridade para este evento.Passei a reparar em ...

Finanças Pessoais: Como lidar melhor com meu Dinheiro?

Eu desejo que você ganhe dinheiro pois é preciso viver também e que você diga a ele, pelo menos uma vez, quem é mesmo o dono de quem Trecho da Música “Amor pra Recomeçar” de Roberto Frejat Orientações sobre Finanças Pessoais têm ...