Mais de 1/3 dos brasileiros gasta sem pensar

 Pesquisa da BoaVista, administradora do banco de dados dos serviços centrais de proteção ao crédito no país, revela que 38% dos brasileiros não usam qualquer tipo de planejamento financeiro para organizar seus ganhos e seus gastos. Este fato é mais grave no Centro-Oeste do país, onde 43% da população não sabe administrar renda e despesa. O Sul do país é mais disciplinado nessa tarefa: apenas 30% declararam não usar qualquer planejamento financeiro. Já nas regiões Sudeste e Nordeste, 39% dos entrevistados admitiram não planejar ganhos e gastos e no Norte o percentual chegou aos 35%.

 

De acordo com Fernando Cosenza, diretor de inovação e sustentabilidade da BoaVista, este trabalho revelou que no Brasil há um desequilíbrio entre o inegável avanço na oferta de crédito e o planejamento financeiro das famílias, resultando no aumento da inadimplência. Para ele, é justamente a inadimplência o principal desafio do país na ampliação da oferta de crédito, que promete continuar grande, mediante a gradual queda dos juros. Dados do Banco Central dão conta de que o endividamento do brasileiro alcança apenas 44% da renda anual, portanto ainda há amplo espaço para a expansão. Dois problemas tornam a situação grave no país: os juros ainda são excessivamente altos e, o que é pior, são negligenciados, porque é o valor mensal da parcela que é levado em conta. Efeito da má qualidade ou ausência de educação financeira.

A pesquisa da BoaVista ouviu 1.300 pessoas por telefone, escolhidas aleatoriamente.