Mudan as de hábito podem trazer conscientiz é o e economia de gastos

Mudan as de hábito podem trazer conscientiz é o e economia de gastos

seudinheiro-corte-de-gastos-635x434Em tempos de planejamentoapertado, a mudané a de hábitos pode ser de grande utilidade para evitar gastos excessivos e endividamento. Além disso, pode também gerar oportunidades e novos conhecimentos. As mudanças podem ser bem simples e já ocasionar economia e melhorias de qualidade de vida.

Antes de gastar muito dinheiro com roupas em lojas, ou no shopping, se torna muito perspicaz quem tenta encontrar a pe a de roupa que procura, ou alguma similar, em breché ou bazares. é o que fez Telma de Andrade, 54, que mudou de hábito faz alguns meses e passou a comprar roupas apenas no breché de sua cidade. já Comecei a comprar roupas no breché para eu e minhas filhas e tivemos pe as de excelente qualidade, suprindo a necessidade de cada uma conta. A economia de Telma foi grande, poré m ela ainda mudou outros hábitos para com que a economia mensal de sua família fosse mais efetiva. já Saé mos para comer fora com menor frequé ncia, agora. Se antes eu pedia uma pizza, agora eu monto a pizza em casa já . Ela percebe que já conseguiu economizar bastante. E nos últimos meses levou a família junto nessa economia.

Algumas mudanças de hábitos podem não apenas acarretar em economia, mas em atitudes de conscientização. Telma sempre jogava fora comida que não tinha sido consumida em sua residé ncia, apesar de estar em boa qualidade. Agora, ela percebe que graé as a necessidade de economizar, mudou esse hábito e aproveita as sobras. Não apenas isso, mas passou a preparar a quantidade certa de alimento, sem desperdé cio. já Tudo o que é feito é consumido, nada mais é jogado fora diz.

Além disso, Norberto buscou economizar com produtos alimenté cios, mudando alguns hábitos ao fazer compras em supermercados. já Se hé um aumento de pre o alto, busco um produto similar. Caso não tenha, procuro outro com a mesma qualidade nutricional conta.A mudané a de hábito pode ser bené fica em outros quesitos também. Para Norberto Del Cet, 72, algumas mudanças que realizou nos últimos tempos, diante do cené rio econé mico atual, ocasionaram em benefícios profissionais e pessoais. já Notei que com minhas mudanças de hábitos recentes, fiquei mais unido com minha família. Formamos uma nova equipe de economistas, reavaliamos não sé pre os, mas valores pessoais conta. Profissionalmente, Norberto teve de economizar com o combusté vel. Ele, que usa muito o transporte particular para se locomover e cumprir metas de vendas, passou a programar todo o seu itineré rio, pela manhé, antes de sair de casa.

Como Norberto, Eleny Martins, 79, busca também qualidade do produto, mesmo que tenha que comprar marcas mais baratas. Ela, que faz compras semanais, criou o hábito, agora, de congelar pequenas poré ões de comidas para suas refeié ões, não precisando ir até o supermercado a todo o momento. Eleny afirma que se determinado alimento que ela consome em grande quantidade pode ser substitué do por outro, com valores nutricionais recomendados e pre o inferior, ela faz a troca de produtos e não apenas isso. já Se tiver que trocar carne pelo frango, eu compro o frango e faé o receitas diferentes para esse mesmo alimento já . Ela diz que com a crise economica, se não for feito economia, o salário não rende.

Eleny não enxerga tais mudanças como totalmente bené ficas. já Nem sempre é 100% bené fico, porque deixo de fazer algumas coisas que gosto, mas preciso economizar, pois com a crise não está fácil já e ainda acrescenta: já a polé tica deveria ser um pouco melhor, não deixando a gente preocupado com a economia ou com a saúde já .