Pais em tempos de crises: Ensinar os filhos a lidar com o dinheiro

Pais em tempos de crises: Ensinar os filhos a lidar com o dinheiro

Galeria2-3049

Como em quase tudo na educação dos filhos, são os comportamentos dos pais que induzem a aprendizage, para o melhor e para o pior, das atitudes e dos valores dos filhos.

Ora, ensinar a lidar com o dinheiro pode ser tarefa difácil para quem não soube utilizé -lo bem. Quando aquele slogan de já viaje (ou compre) agora e pague depois veiculado pelos bancos ecoou durante muito tempo na cabe a de muitos pais; quando se contraé ram dívidas na aquisi o de bens ou de equipamentos que poderiam ser evitados; e quando se verificou, depois, que não havia já dinheiro, por vezes devido a circunstâncias adversas da vida, para satisfazer os compromissos então assumidos, certamente que estes mesmos pais não teráo grande autoridade em proporcionar uma educação financeira aos seus filhos. E, no entanto, ela não fazendo parte do currículo escolar, é crucial para um desenvolvimento harmonioso da personalidade da criança e do adolescente.

Os educadores, de uma maneira geral, indicam que a mesada é um bom meio para a criança e o adolescente aprenderem a administrar o dinheiro. Pela mesada, o dar aos filhos uma quantia com certa periodicidade, estes adquirem uma autonomia na administração do dinheiro, mas não a independé ncia. Com ela, eles vé o aprender a lidar com a frustração de querer algo para o qual não tinham dinheiro e aprender a esperar, tendo, para isso, que poupar para atingir o objetivo pretendido. A sua existância estimula, portanto, a poupané a e ensina a importância do consumo consciente, desincentivando o consumo por impulso. Hé filhos, no entanto, que não solicitam a mesada, pedindo aos pais o dinheiro, quando necessério. O importante, poré, é que os filhos percebam que o dinheiro recebido tem que estar de acordo com o seu nível econé mico e não tem que ser igual ao do colega de turma.

A mesada sé será um instrumento de educação financeira se os pais se dispuserem a darem aos filhos as orientações devidas, a estabelecerem regras no seu uso. Ela, no entanto, nunca serviré de moeda de troca para que a criança e o adolescente deixem de cumprir os seus deveres como estudantes e as obrigações de colaborarem na arrumação do quarto e nas atividades domêsticas. Enfi, aprender a lidar com o dinheiro é uma parte importante da educação geral e a mesada pode constituir-se num instrumento nessa aprendizagem.