Para ter uma boa renda no futuro

 Planos de previdência e seguros de vida são produtos distintos, mas complementares. São boas opções para garantir uma renda no futuro. Os planos de previdência privada são comparados a uma poupança de longo prazo, um complemento da renda na aposentadoria ou mesmo para a realização de sonhos pessoais no futuro. O seguro de vida é um produto que protege os beneficiários no caso de morte, seja por causas naturais ou por acidente. Apesar de diferentes, os dois são complementares são duas opções presentes no orçamento dos brasileiros. Mas como optar por um deles?

 Antes de contratar um plano de previdência, é importante terem claros os objetivos de longo prazo e quanto da renda está disponível para economizar. Outro passo importante é definir que tipo de plano será contratado. O Plano Gerador de Benefícios Livres (PGBL) é ideal para quem declara o Imposto de Renda pelo formulário completo, porque pode deduzir o plano. O Vida Gerador de Benefícios Livres (VGBL) é indicado para quem usa o formulário simplificado ou é isento.

A coordenadora institucional da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), Maria Inês Dolci, afirma que a previdência complementar é mais recomendada para quem deseja uma renda maior quando se aposentar.  “O seguro de vida é mais para quem sustenta a família e quer que ela receba uma indenização caso de invalidez ou morte”, ressalta Maria Dolci.