formas-de-economizar-energia-vms-iStock-getty-images-635x423

Muitas pessoas se questionam se estão ou não sabendo gerenciar seu dinheiro. Isso é muito comum: quando começamos a receber nosso próprio salário, não sabemos como organizar nossos gastos. O primeiro instinto é gastar tudo naquilo que você sempre quis – um novo computador, roupas, uma viagem. No entanto, saber se planejar financeiramente, de acordo com sua realidade, é essencial para não enfrentar problemas.

Isso é a educação financeira. Ela auxilia as pessoas a desenvolverem as habilidades necessárias para tomar melhores decisões sobre sua renda, cuidando o que recebe, gasta ou investe do melhor jeito possível. Aprender sobre a educação financeira pode trazer muitos benefícios e evitar muito estresse.

Prioridades certas

A educação financeira não ensina apenas a organizar seus lucros e despesas. Ela ensina a escolher suas prioridades: você precisa analisar o que é essencial e, então, o que é mais importante em sua vida para escolher onde vai investir seu dinheiro. Isso garante mais liberdade financeira, porque você terá mais segurança para gastar. Além disso, surge a oportunidade de investir, seja em ações ou em experiências que mudarão sua vida.

As vantagens não se limitam a isso: estudos mostram que aqueles que tiveram educação financeira estão mais aptos a analisar os produtos oferecidos pelo mercado financeiro, o que traz efeitos positivos no crescimento econômico. É claro que, quanto mais cedo se sabe sobre isso, mais se pode aproveitar as inúmeras vantagens. No entanto, nunca é tarde para aprender.

Planos para o futuro

Outro aspecto muito importante da educação financeira é poder dar prioridade para o futuro. A expectativa de vida está aumentando não só no Brasil, mas em todo o mundo. Com isso e com as mudanças nos planos de previdência, é necessário sempre pensar no futuro e começar a economizar desde já para desfrutar de sua aposentadoria.

No entanto, você não precisa ir tão longe no futuro: quem economiza sempre está preparado para qualquer imprevisto, que pode ocorrer até mesmo amanhã. Seja um conserto necessário no carro, um problema de saúde inesperado ou a perda do emprego, você não precisa se preocupar se estiver poupando. É só gastar o dinheiro que já está guardado e resolver seu problema, sem se preocupar com dívidas futuras.

Análise financeira

Quer começar sua educação financeira? Faça uma análise de como anda sua vida financeira e tome algumas atitudes. Algumas delas são bem simples:

  • Organize-se com uma planilha, digital ou em papel, com seus lucros, gastos essenciais (conta de luz, aluguel, etc) e contas. Mantenha essa planilha atualizada e analise sempre o que pode fazer para otimizar seus gastos;
  • Coloque suas contas em dia. Não precisa ser tudo de uma só vez. Comece a pagar aos poucos. Além disso, não faça mais contas;
  • Comece a poupar 10% de sua receita líquida e, com isso, crie seu fundo de emergência. Ele será essencial para qualquer imprevisto;
  • Planeje grandes gastos com antecedência. Não seja impulsivo, gastando muito dinheiro sem pensar antes;
  • Acompanhe sua conta no banco, verificando seus extratos com frequência e detalhadamente. Não deixe nada passar.

Com essas pequenas dicas, você já começa a se informar sobre como ter uma vida financeira mais fácil. Mas não pare por aí! Procure mais informações que possam ajudá-lo e desenvolva sua educação financeira. Seu bolso agradece!

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Portal Pra Valer


Leia também