Por que Devemos Ter Ume Or amento Familiar?

Primeiramente algumas dicas a serem frisadas:

É fácil de ser elaborado, não da muito trabalho e pode tornar-se atraente e útil, criando condições para poupar dinheiro;

É natural que cada família possua especificidades próprias, mas os tipos de despesa listados no modelo devem atender à maioria dos lares brasileiros. Além de preverem os valores á serem gastos, tanto em reais ou em porcentage, é recomendável fazer o acompanhamento da despesa efetivamente realizada porque ela permite identificar gastos a maior ou menor e auxilia nos ajustes dos meses subsequentes, sendo importante evitar diferenças, prática que pode ser adquirida com a experiência ao longo do tempo.

O formulário para o orçamento pode ser feito num caderno simples, de preferência quadriculado ou pode-se fazer uma matriz da qual sejam tiradas cópias, obtendo folhas avulsas facilmente arquiváveis a cada mês.

Convém insistir que o orçamento deve ser elaborado para todos os meses com certa antecedência, por exemplo, uma semana, mesmo no período de férias ele também deve ser feito. Não deixar sua elaboração para a última hora é um bom princípio de competência e evita aborrecimentos.

Os gastos para o transporte, em especial as despesas como automóvel – combustível, pneus, e consertos -, geralmente são subestimados e por isso causam desequilíbrio orçamentário. É necessário ter certa folga para poder contornar situações eventuais, que costumam ocorrer nos momentos mais inoportunos.