hhyghyghyg

Na hora de assumir o controle do dinheiro, você se planeja, pensa em estratégias para diminuir os gastos, anota os objetivos que quer alcançar… Mas, aí, no meio do caminho, aparece uma tentação que é difícil resistir: você se anima com uma compra que não estava esperando e acaba gastando muito mais do que queria.

Esses gastos por impulso são velhos conhecidos de todo mundo. E eles nem são assim tão ruins, viu? Às vezes, uma novidade no meio do mês pode ser super bom. O grande perigo para o seu bolso está em aumentar essa frequência! Não costuma ser fácil arcar com todas as necessidades básicas, gastos extras planejados e, ainda, compras inesperadas. Por isso, conhecer algumas dicas para evitar os gastos por impulso pode ser um grande aliado na hora de cuidar do dinheiro! Que tal conhecer algumas que a gente separou? Olha só:

1 – Espere!

Como se trata de um gasto por impulso, você não precisa do produto naquele momento em que o encontrar na loja. Então, não tem problema nenhum esperar um pouco para comprá-lo. Talvez algumas horas, um dia ou até uma semana – escolha qual é o período que dá certo para você. Deixando a compra pra depois, você garante um momento para pensar melhor e analisar se a despesa vale a pena. Ainda tem a chance de perder todo aquele interesse que sentiu logo que viu o produto pela primeira vez – e se isso acontecer, é porque ele nem era tão legal assim, né?

2- Evite andar com o cartão de crédito e muito mais dinheiro do que você pretende gastar

Compramos aquilo que não estávamos esperando porque temos dinheiro disponível para isso. Então, se você está determinado a não fugir do planejado, saia de casa somente com a quantia que pretende gastar. Está precisando de uma calça? Vá à loja somente com o valor que está disposto a pagar. Se for com mais, é capaz de sair de lá com todo o look completo.

O mesmo vale para uma ida ao mercado, por exemplo. Mas, nesse caso, a gente sabe que às vezes dá vontade de comprar algo diferente para experimentar. Por isso, teste levar alguns reais a mais reservados para isso. Mas, nessa hora, você terá que fazer escolhas! Não deixe de colocar as opções na balança para escolher o que for melhor para você.

3 – Entenda suas tentações e separe um valor para elas

Cada um costuma ter uma tentação na hora das compras. Talvez você ame comprar roupas. Ou gaste boa parte do seu salário com comidas. No meu caso, eu sou louca por sapatos. Entender essas preferências é super importante para saber quando você corre o maior risco de gastar por impulso. Mas também é ideal para entender o que você talvez tenha que manter no seu planejamento. Isso porque, mesmo desejando economizar, abandonar completamente aquilo que te dá prazer só porque é supérfluo pode não ser muito benéfico. Você pode sentir falta e acabar chutando o balde depois de um tempo.

Assim, uma boa dica é separar uma quantia mensal para arcar com esse tipo de gasto. Aí, você se compromete a não extrapolá-la e evita os gastos por impulso.

4 – Faça uma lista de coisas que você precisa comprar

Outra forma de evitar gastos não planejados é se manter atento ao que você realmente precisa. Faça uma listinha com esses itens e deixe-a sempre com você. Assim, vai ser muito mais fácil manter o foco e não se confundir com aquilo que já estava no orçamento. Ah! E tenha determinação para não deixar a lista de lado logo na primeira semana!

Se o seu objetivo é evitar os gastos por impulso que vêm atrapalhando o seu planejamento, essas dicas vão te ajudar! Não se esqueça de testá-las para descobrir qual delas combina mais com o seu perfil!

Fonte: Guia Bolso


Leia também