Seis dicas práticas para a educação  financeira dos filhos

Seis dicas práticas para a educação financeira dos filhos

79073060A educação dos filhos não é uma missão fácil. Envolve atitudes como orientar sobre o que é certo e errado, estabelecer regras de comportamento e convivé ncia e instruir sobre boas maneiras. Entre os ensinamentos, também está a tarefa de explicar é criança o significado e o real valor do dinheiro, mostrando como é importante saber administré -lo corretamente.

Usando té cnicas e metodologias do coaching, o espealista Villela da Matta, presidente da Sociedade Brasileira de Coaching dé algumas orientações que auxiliam no desenvolvimento de habilidades e competâncias e podem auxiliar os pais a adotar hábitos para incrementar a educação financeira das crianças. Confira:

1. Explique o valor do dinheiro

Criané as não possuem discernimento para distinguir o que é muito ou pouco dinheiro. Por isso, é necessério explicar o valor de cada objeto de maneira simples para que elas possam compreender a importância de não gastar com coisas supérfulas . Uma das formas de iniciar essa explicação é sentar-se com a criança e mostrar as diferené as entre cheque, cartão de crédito e dé bito e quais são os melhores momentos para utilizar cada um desses recursos.

2. Presenteie sé em datas especiais

Dé presentes apenas em datas especiais, como aniversério, Dia das Criané as e Natal, para evitar que o pequeno queira mimos frequentemente. Essa medida é fundamental para o treinamento e desenvolvimento dos filhos.

3. Dé o exemplo

Seja sempre um exemplo para a criança. De nada adiantaré ensinar a ela sobre como fazer um bom trabalho de administração de gastos, se você costuma estar sempre endividado. Garotos e garotas que convivem num ambiente cheio de dívidas acabam achando isso normal e tendem a reproduzir essa atitude com sua mesada e também na vida adulta.

4. Estimule a poupané a

Incentive as mesadas e saia com seu filho sempre que for comprar algo, mostrando as diferené as entre os pre os e o que ele consegue comprar com o dinheiro que recebe todo mês. Se o produto que ele deseja for mais caro que a quantia que tem em mé os, estimule a prática da poupané a, deixando claro que, se ele realmente quiser aquele objeto, terá que economizar. Os pais também podem incentivar os filhos a poupar presenteando-os com cofrinhos, para que guardem o dinheiro que recebem de mesada ou eventualmente, com o objetivo de atingir a quantia necessé ria para adquirir determinado item.

5. Valorize o consumo consciente

é vé lido aconselhar o filho a anotar todas as compras que fizer, com o nome e o custo de cada produto. Esse simples hábito irá ajudar a criança a ter mais controle sobre suas contas e a verificar com quais artigos ela gasta mais dinheiro. já Esse treino comportamental, quando aplicado corretamente é rotina dos pequenos, traz é timos resultados, principalmente com relação é responsabilidade financeira. Criané as que aprendem a conviver com o dinheiro se tornam adultos mais responsé veis e conscientes explica Villela da Matta. Você pode estimular a criança a doar periodicamente itens que ela não usa mais. Assim, ela percebe que não precisa de muitos objetos materiais para ser feliz.

6. Estimule o desapego

Um excelente exercé cio é realizar um bazar ou colocar é venda na internet os brinquedos e roupas não usados hé mais de um ano. já Deixe seu filho é frente do processo, desde a defini o dos pre os até a negociação. Assim ele come aré a ter não ões do valor de cada produto e treinaré seu poder de argumentação orienta Villela da Matta. Metade do dinheiro arrecadado deve ir para poupané a e a outra metade poderé ser gasta com o que a criança preferir. já é mais fácil criar o hábito de guardar dinheiro desde cedo quando ainda não existe uma associação de dor ao poupar do que na fase na adulta aconselha o coach.