Quem ingressar no serviço público federal a partir de fevereiro do próximo ano estará sob o novo regime de previdência complementar da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp). A informação foi dada pela ministra do Planejamento, Miriam Belchior, após reunião com o presidente da Câmara, deputado Marco Maia, para tratar do assunto. Segundo a ministra, agora que o Estatuto da Funpresp já foi aprovado pela Superintendência Nacional de Previdência Complementar (Previc), o governo está trabalhando na elaboração do plano de benefícios para os servidores, com o objetivo de viabilizar o funcionamento do novo sistema de previdência já no início de 2013. A ministra também adiantou que o Executivo, Legislativo e Ministério Público  terão um fundo conjunto de previdência para o seus novos servidores. Já o Judiciário terá o seu próprio fundo.

 

O regime de previdência complementar para servidores públicos federais foi instituído pela Lei 12.618, de 30 de abril de 2012. Entre outros pontos, a norma acaba com a aposentadoria integral para novos servidores públicos federais, estabelecendo como limite para aposentados o teto do Regime Geral da Previdência. Para complementar essas aposentadorias, a mesma lei autoriza a criação do Funpresp-Exe e instituições equivalentes para os servidores do Judiciário e Legislativo. A entidade irá administrar planos de benefícios previdenciários para complementar as aposentadorias e pensões concedidas pelo regime de Previdência da União a novos servidores federais. O Decreto 7.808 que cria a Funpresp-Exe estabelece que a entidade deverá começar a funcionar em até 240 dias após a autorização do Ministério do Planejamento, ao qual está vinculada. E permite a participação de funcionários de órgãos do Judiciário e do Legislativo, mediante convênio e patrocínio. As regras da aposentadoria complementar passaram a valer após a sanção da Lei 12.618.

Compartilhe nas Redes Sociais:

Fonte: Ag


Leia também

Conscientiz é o para educação financeira pessoal

 O déficit de conhecimento em finanças pessoais no Brasil tem assumido grandes proporções, vistos as altas taxas de inadimplência e o costume do brasileiro não poupar. A educação financeira ainda é pouco explorada no Brasil. A literatura, na maioria das ...

De Olho na Previdência: Aposentadoria especial

A aposentadoria especial é um benefício concedido aos trabalhadores assegurados pela Previdência Social que tenham trabalhado em condições prejudiciais à saúde. O tempo de trabalho necessário para se aposentar diminui neste caso, variando de acordo com os fatores de risco. ...

Como fazer um Planejamento Pessoal

Todas as pessoas hoje em dia precisam ter planejamento, pois sem esse pequeno recurso, ficaré amos totalmente perdidos e confusos. Com base nas pesquisas, é essencial que cada cidadão tenha um planejamento, desse modo, estaré sempre organizado e ...

Porque as aposentadorias diminuem

 No Brasil, segundo o IBGE, existem 24 mil centenários. É isso mesmo, 24 mil brasileiros com mais de cem anos.A expectativa de vida de quem nasce aqui é de 73 anos, mas nessa estatística, estão incluídas a mortalidade infantil e ...

4 atitudes que faráo você sair das dívidas para sempre

A inadimplé ncia é alta no país e, por isso, o assunto está em pauta constantemente. Segundo a Pesquisa de Endividamento e Inadimplé ncia do Consumidor (Peic) de 2015, apurada pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), aumentou em ...