Sua vida sob controle: como manter em ordem as finanças pessoais

Sua vida sob controle: como manter em ordem as finanças pessoais

Ter organizado as finanças pessoais não é complicado; dar o primeiro passo é o maior desafio.

Vários modelos de planilhas e aplicativos na internet que podem ajudar a ordenar as informações necessárias para auxiliar no controle das finanças. Independente disso, papel e caneta trarão o mesmo resultado.

Primeiro, liste tudo que é entrada: salário, benefícios, pró-labore…; descreva separadamente como Fixo. O que não entra todo mês: PL, 13º salário, férias…; descreva como Variável. Coloque Fixo e Variável no grupo chamando de Receita. Caso a organização das finanças seja para acompanhar os gastos da casa, realizar um sonho ou resolver alguma dificuldade financeira, todos da casa que contribuem financeiramente, devem também informar o que ganham. Essa é a parte mais fácil.

A parte que mais incomoda é levantar tudo que tem de compromisso financeiro (colocar a baixo do grupo de Receita): aluguel, água, telefone, escola, parcela de financiamento, gasolina…; liste o que for Fixo e Variável no grupo intitulado de Receita. Apesar do conceito de despesas e investimentos serem diferentes, o grupo Investimentos deve estar localizado abaixo do grupo Receitas com a mesma classificação de saída, já que, para investir, o recurso deve sair proveniente de uma entrada. Todos da casa precisam contribuir com as informações.

Feita a lista do “dinheiro” que entra e o que sai, deve separar a direita colunas com meses e seus respectivos dias. No subgrupo Receitas fixas deve escrever no dia específico de recebimento os valores, assim como destacar no mês e dia a receita variável. Deve ser feita a mesma ação com o grupo de Despesas (fixo e variável) e também com investimentos. Some os grupos individualmente por mês e subtraia Receitas de Despesas e investimentos. Se o resultado no mês está positivo, significa que as finanças esta saudável. Caso o resultado seja negativo, já estará com as informações necessárias para identificar o que está ocorrendo.

Apesar de tudo está organizado, isso não é suficiente. É necessário disciplina para que, de fato, exista controle sobre as finanças.

Lembre-se: foco nos objetivos, planejamento e disciplina, é a receita de sucesso para uma finança pessoal organizada e saudável.

Fonte: Administradores