Trabalhadores reduzem dívidas após curso de educação financeira

A taxa de inadimplência no País chegou a 7,7% em março, segundo dados divulgados pelo Banco Central, e mostram uma realidade comum a muitas pessoas. Na contramão deste cenário, estão os interessados em negociar dívidas com os credores e, gradativamente, melhorar a saúde financeira. Para isso, muitos contam com a ajuda de especialistas para administrar da melhor forma as finanças pessoais.

Exemplo disso é a Reivax, empresa de Florianópolis que atua na área de tecnologia da informação.  Ela ofereceu a 40 colaboradores o curso Administre seu dinheiro de forma consciente, em parceria com o SESI, uma das entidades que integra o Sistema FIESC. Segundo o gerente administrativo e de recursos humanos da Reivax, Carlos Augusto Silva, o diagnóstico de que os colaboradores precisavam de orientação financeira surgiu da grande procura por empréstimos. "As solicitações tornaram-se frequentes e os motivos era, às vezes, fúteis. Percebemos que as pessoas careciam de informação para melhor gerir seus recursos", conta. O entendimento de que administrar as finanças é capaz de aliviar as tensões do dia a dia auxilia os trabalhadores a encarar o desafio com tranquilidade.

A realização do curso está ajudando os trabalhadores a alcançar o equilíbrio financeiro por meio do uso consciente do dinheiro, incentivando o hábito de poupar. Carlos conta que o impacto na produtividade é evidente. "Após o treinamento, além de reduzirem o volume de dívidas, eles começaram a pesquisar bancos, conveniados com a empresa, e que ofereciam melhores taxas para empréstimo", explica. Se considerar o índice de inflação registrado em 2012, a queda do endividamento dos colaboradores é superior a 12%. A iniciativa deve ser replicada no segundo semestre desse ano para outros colaboradores.

A Reivax também aposta em outras iniciativas para promover a educação no ambiente de trabalho. Além de uma agenda anual de capacitações oferecidas pelo SESI, a empresa viabiliza cursos de idiomas, de graduação, de pós-graduação e de mestrado aos colaboradores, de acordo com regras pré-estabelecidas e acessíveis a todos. Essas práticas evidenciam a importância da educação e o quanto a Reivax está empenhada em melhorar constantemente seus indicadores. Cerca de 40% do seu quadro de colaboradores possui o ensino superior completo.

Em 2012, o Sistema FIESC iniciou o Movimento A Indústria pela Educação, iniciativa que pretende despertar o interesse das indústrias em apoiar e desenvolver ações relacionadas à qualificação e à formação escolar de seus trabalhadores. A iniciativa tem o objetivo de estimular o setor a apoiar a formação dos industriários, além de elevar fortemente a oferta de serviços educacionais por meio do SESI, SENAI e IEL, entidades do Sistema FIESC, que planejam registrar mais de 800 mil matrículas até 2014.